Login

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
A Escova-de-garrafa Callistemon viminalis é uma árvore da familia Myrtaceae, também conhecida como Calistemon.
  • Nome popular: Escova-de-garrafa
  • Nome científico: Callistemon viminalis
  • Família: Myrtaceae
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Austrália, Oceania
  • Altura: Em média 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene
Foto – Afonso de Bragança
Escova-de-Garrafa
Foto – Afonso de Bragança
Escova-de-Garrafa
Caracteristicas: Escova-de-garrafa é o nome popular das plantas do gênero Callistemon. Este gênero possui 34 espécies catalogadas, sendo que a grande maioria delas é originária da Austrália. As escovas-de-garrafa apresentam porte arbustivo ou de arvoreta, alcançando de 3 a 7 metros de altura. Suas folhas são em geral pequenas, lanceoladas a lineares, verdes, sésseis, perenes e aromáticas, que vão se tornando bronzeadas com o tempo.
Comentários: Sua rusticidade e baixa manutenção, aliados ao seu crescimento moderado, fazem da escova-de-garrafa a árvore de eleição em muitos projetos paisagísticos. As espécies mais populares no paisagismo são a C. viminalis e a C. citrinus, mas há muitas variedades e híbridos com flores de coloração vermelha e algumas róseas e brancas também. Devem ser cultivadas sob sol pleno, não sendo exigentes quanto à fertilidade do solo. Em geral adaptam-se muito bem a solos encharcados ou secos. Apreciam o frio subtropical ou mediterrâneo e toleram as geadas e o clima tropical. Podas radicais não são toleradas. Adubações anuais estimulam uma intensa floração. Multiplicam-se por sementes e por estaquia de ramos semilenhosos. Os pequenos frutos devem ser colhidos e armazenados em sacos de papel, em estufa morna e seca até a liberação das sementes.
Foto – Afonso de Bragança
Escova-de-Garrafa
Aves que atrai: Beija-flores, cambacicas, saís, entre outros. Referências Bibliográficas: Jardineiro.net
Topo