Login

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
O beija-flor-tesoura é uma ave da família Trochilidae. É também conhecido como beija-flor-rabo-de-tesoura e tesourão.
  • Nome popular: Beija-flor-tesoura
  • Nome inglês: Swallow-tailed Hummingbird
  • Nome científico: Eupetomena macroura
  • Família: Trochilidae
  • Habitat: Ocorre das Guiana à Bolívia e Paraguai, todo o Brasil, exceto certas regiões da Amazônia.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de néctar de flores, mas também caça pequenos insetos com grande habilidade em voos curtos. Tem um papel importante na polinização de muitas plantas.
  • Reprodução:
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Afonso de Bragança
Beija-flor-tesoura
Foto – Afonso de Bragança
Beija-flor-tesoura

Características:

Mede entre 15 e 19 centímetros de comprimento, sendo um dos maiores beija-flores brasileiros, pesando em torno de 9 gramas. Cabeça, pescoço e parte superior do tórax de um profundo azul violeta; restante da plumagem verde-escuro iridescente. Pequena mancha branca atrás dos olhos; rêmiges castanho-escuro; raques das primárias externas alargadas, embora sejam bem menos evidentes que as espécies do gênero Campylopterus; cauda azul-escuro; calções brancos; bico ligeiramente curvado para baixo e preto. Tem como característica principal a cauda longa e profundamente furcada que toma quase 2/3 do seu tamanho total. Esporadicamente apresenta as penas azuladas da fronte tingidas de branco, amarelo ou de cores diversas, em virtude do acúmulo de pólen proveniente das flores que poliniza. A fêmea é quase igual ao macho, sendo um pouco menor e mais pálida.
Possui cinco subespécies:
  • Eupetomena macroura macroura (Gmelin, 1788) - ocorre nas Guianas, no norte, centro-oeste e sudeste do Brasil e Paraguai. Características: as partes azuis são ultramarino e as partes verdes são verde-garrafa profundo;
  • Eupetomena macroura simoni (Hellmayr, 1929) ocorre no nordeste do Brasil (sul do Maranhão, Piauí e Ceará, também em Minas Gerais). Características: as partes azuis são azul royal escuro, as partes verdes são tingidas de azul;
  • Eupetomena macroura cyanoviridis (Grantsau, 1988) - ocorre no sudeste do Brasil (Serra do Mar no sul do estado de São Paulo). Características: as partes azuis são tingidas de verde e as partes verdes são verde-bronzeadas ou verde-douradas;
  • Eupetomena macroura boliviana (Zimmer, 1950) - ocorre na savana do noroeste da Bolívia, na província de Beni. Características: tem cabeça mais verde do que azul e as partes verdes são brilhantes;
  • Eupetomena macroura hirundo (Gould, 1875) - ocorre no leste do Peru, na região de Huiro. Características: o azul é opaco, a cauda não é profundamente bifurcada.

Comentários:

É o beija-flor mais comum do Brasil centro-oriental. Vive em áreas semiabertas, bordas de florestas, capoeiras, parques e jardins, sendo comum até em grandes metrópoles. Não costuma ter medo do ser humano, aproximando-se das pessoas para se alimentar nas garrafas com água e açúcar ou nas flores de seus jardins. É territorialista e extremamente agressivo, principalmente na época da reprodução, quando é capaz de atacar outros pássaros muito maiores e pequenos mamíferos. Em algumas épocas do ano, quando há menos disponibilidade de néctar, adota uma única árvore, que pode ser um mulungu ou um ipê, como a sede de seu território e a defende ferozmente contra qualquer outra ave.
Foto – Afonso de Bragança
Beija-flor-tesoura
Foto – Afonso de Bragança
Beija-flor-tesoura
Referências Bibliográficas: FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Wikipédia
Topo