Login

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
O Beija-flor-de-garganta-verde Amazilia fimbriata é uma ave da família Trochilidae.Ocorre desde a América Central até ao Sul do Brasil.
  • Nome popular: Beija-flor-de-garganta-verde
  • Nome inglês: Glittering-throated Emerald
  • Nome científico: Amazilia fimbriata
  • Família: Trochilidae
  • Habitat: Ocorre na Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago, Venezuela e Brasil.
  • Alimentação: Alimenta-se basicamente de néctar das flores. Para isso, precisa ficar parado em pleno voo, esta prática o faz gastar muita energia e o obriga a se alimentar cerca de 15 vezes por hora.
  • Reprodução: É a fêmeas quem monta o ninho, choca os ovos e cuida dos filhotes. São dois ovos por ninhada e os filhotes tornam-se independentes depois de quatro semanas (em média).
  • Estado de conservação: Pouco preocupante
Foto – Claudio Lopes
Beija-flor-de-garganta-verde
Foto – Claudio Lopes
Beija-flor-de-garganta-verde

Características:

Tem um verde claro dominante, com tons brilhantes sob luz adequada. Olhos escuros e, atrás do olho, destaca-se um ponto branco, mesmo tom da barriga e do desenho afunilado do peito, terminando na garganta de aspecto escamado, delimitado pelo verde dominante do pescoço e peito. Asas escuras e cauda arredondada com as penas centrais na cor verde-bronzeada, as demais penas da cauda são progressivamente escuras. Bico longo e reto, com a maxila escura e a mandíbula na cor rosada com a ponta escura. Os adultos possuem pernas e pés escuros. O centro do peito, abdome inferior e crisso são brancos, enquanto que os flancos são da cor verde com brilho bronzeado. Macho e fêmea são muito semelhantes. As fêmeas adultas têm barras brancas na garganta. A plumagem da fêmea é ligeiramente mais opaca que a do macho.
Tem sete subespécies de com pequenas variações na plumagem:
  • .Amazilia fimbriata fimbriata (J.F. Gmelin, 1788) - Ocorre no nordeste da Venezuela da bacia do Orinoco para as Guianas e norte do Brasil, norte da Amazônia.
  • ◦Amazilia fimbriata elegantissima (Todd, 1942) - Ocorre no extremo nordeste da Colômbia e norte e noroeste da Venezuela.
  • .Amazilia fimbriata apicalis (Gould, 1861) - Ocorre na Colômbia ao leste dos Andes.
  • .Amazilia fimbriata fluviatilis (Gould, 1861) - Ocorre no sudeste da Colômbia e leste do Equador.
  • .Amazilia fimbriata laeta (Hartert, 1900) - Ocorre no nordeste do Peru.
  • .Amazilia fimbriata nigricauda (Elliot, 1878) - Ocorre no leste da Bolívia e Brasil central e sul da Amazônia.
  • .Amazilia fimbriata tephrocephala (Vieillot, 1818) - Ocorre na costa sudeste do Brasil do Espírito Santo até o Rio Grande do Sul. Esta subespécie é ligeiramente maior que as outras subespécies.

Comentários:

Ocorre em ambientes abertos e bordas de matas. Visita as flores de arbustos, trepadeiras e árvores isoladas ou na borda da mata. Adapta-se a ambientes urbanos e é um dos maiores freqüentadores de garrafinhas de água com açúcar ou flores nas grandes cidades do centro do Brasil.
Foto – Claudio Lopes
Beija-flor-de-garganta-verde
Foto – Claudio Lopes
Beija-flor-de-garganta-verde
Referências Bibliográficas: FRISCH, Johan Dalgas; FRISCH, Chistian Dalgas. Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem 3ª edição. Ed. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda. │SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997 │ Wikiaves
Topo